website statistics A Prospect Of The Sea And Other Stories And Prose Writings - PDF Books Online
Hot Best Seller

A Prospect Of The Sea And Other Stories And Prose Writings

Availability: Ready to download


Compare

55 review for A Prospect Of The Sea And Other Stories And Prose Writings

  1. 4 out of 5

    Luís

    In this volume of stories are collected from the first stories of Dylan Thomas, some beautiful texts in which he uses prose of deep poetic roots. A collection of stories in which, with his intense style, he draws vivid passages from his childhood in Wales.

  2. 4 out of 5

    Teresa

    Dylan Thomas nasceu no País de Gales e morreu, em Nova Iorque, aos 39 anos, vítima de alcoolismo. A sua morte trágica e prematura originou manifestações de pesar sendo, então, reconhecido como um dos grandes poetas da sua geração. Da sua obra constam, além da poesia, contos, guiões de filmes e peças de rádio. Apresentar o autor não foi muito difícil; falar sobre os contos reunidos neste livro é bem mais complicado. A prosa é muito bela sendo, em certas partes, pura poesia; O tema é recorrente: o Hom Dylan Thomas nasceu no País de Gales e morreu, em Nova Iorque, aos 39 anos, vítima de alcoolismo. A sua morte trágica e prematura originou manifestações de pesar sendo, então, reconhecido como um dos grandes poetas da sua geração. Da sua obra constam, além da poesia, contos, guiões de filmes e peças de rádio. Apresentar o autor não foi muito difícil; falar sobre os contos reunidos neste livro é bem mais complicado. A prosa é muito bela sendo, em certas partes, pura poesia; O tema é recorrente: o Homem e a sua interacção com a religião e a natureza, da qual o mar e as árvores são elementos que se repetem; As histórias são oníricas e surreais e a sua forma de as contar é de tal forma elaborada, que cheguei ao fim do livro com a sensação frustrante de o ter entendido muito pouco, ou nada. Como compensação, encontrei na internet um poema escrito por Dylan Thomas, quando o seu pai estava gravemente doente, que me tocou profundamente pela sua beleza, simplicidade, tristeza e realidade: "Não Entres Docilmente Nessa Noite Escura Não entreis docilmente nessa noite serena, porque a velhice deveria arder e delirar no termo do dia; odeia, odeia a luz que começa a morrer. No fim, ainda que os sábios aceitem as trevas, porque se esgotou o raio nas suas palavras, eles não entram docilmente nessa noite serena. Homens bons que clamaram, ao passar a última onda, como podia o brilho das suas frágeis acções ter dançado na baía verde, odiai, odiai a luz que começa a morrer. E os loucos que colheram e cantaram o vôo do sol e aprenderam, muito tarde, como o feriram no seu caminho, não entram docilmente nessa noite serena. Junto da morte, homens graves que vedes com um olhar que cega quanto os olhos cegos fulgiriam como meteoros e seriam alegres, odiai, odiai a luz que começa a morrer. E de longe, meu pai, peço-te que nessa altura sombria venhas beijar ou amaldiçoar-me com as tuas cruéis lágrimas. Não entres docilmente nessa noite serena. Odeia, odeia a luz que começa a morrer."

  3. 4 out of 5

    Οδυσσέας Μουζίλης

    http://pepperlines.blogspot.gr/2016/1... http://pepperlines.blogspot.gr/2016/1...

  4. 5 out of 5

    Sonia189

    Se pensar neste conjunto de contos apenas pela prosa, pelas palavras escolhidas e pela metáfora que, suponho, está escondida por entre as cenas algo indecifráveis, diris que é soberbo. Mas ou não consegui entrar no "espirito" ou a extrema sensação de surreal não me fez ver para além do vago. Os contos até são sugestivos e em alguns deu que pensar nisto e naquilo mas no geral fica o apreço apenas pela maneira como estão apresentados, não tanto o objectivo do conteúdo. Se pensar neste conjunto de contos apenas pela prosa, pelas palavras escolhidas e pela metáfora que, suponho, está escondida por entre as cenas algo indecifráveis, diris que é soberbo. Mas ou não consegui entrar no "espirito" ou a extrema sensação de surreal não me fez ver para além do vago. Os contos até são sugestivos e em alguns deu que pensar nisto e naquilo mas no geral fica o apreço apenas pela maneira como estão apresentados, não tanto o objectivo do conteúdo.

  5. 4 out of 5

    Emma

    "This he had dreamed before the blossom's burning and the putting-out, before the rising and the salt swinging-in, was a dream no longer near these orchards. He kissed the two secret sisters, and a scarecrow kissed him back." "This he had dreamed before the blossom's burning and the putting-out, before the rising and the salt swinging-in, was a dream no longer near these orchards. He kissed the two secret sisters, and a scarecrow kissed him back."

  6. 5 out of 5

    J

    These stories are twisted, dark, lilting, lyrical, dream-like and nightmarish by turns. They are disturbing and wondrous. They are poetry. The five star rating is to be taken with the usual grain of salt. It has been noted my tastes run toward the Byronic and insane.

  7. 4 out of 5

    James

    Reading this I realise Dylan Thomas isn’t for me. The first section is filled with short stories which have several beautiful passages but which also didn’t work for me as they are written as surreal dreams. The second section fared a bit better, with the final two pieces The Followers, and A Story, very enjoyable. These two are easier to follow and had the rest been like these two I would have enjoyed the collection more. That being said there are again several beautiful sections, such as the d Reading this I realise Dylan Thomas isn’t for me. The first section is filled with short stories which have several beautiful passages but which also didn’t work for me as they are written as surreal dreams. The second section fared a bit better, with the final two pieces The Followers, and A Story, very enjoyable. These two are easier to follow and had the rest been like these two I would have enjoyed the collection more. That being said there are again several beautiful sections, such as the description of the witch in A Prospect of the Sea.

  8. 4 out of 5

    Fernando

    Reading a Portuguese translation by Diana Almeida, editor Relógio D'Agua 2003 Reading a Portuguese translation by Diana Almeida, editor Relógio D'Agua 2003

  9. 4 out of 5

    Mason Barlow

    'Stop the bus, I'm dying of breath!' 'Stop the bus, I'm dying of breath!'

  10. 4 out of 5

    Neil

  11. 5 out of 5

    Diana Saraiva de Carvalho

  12. 5 out of 5

    Rich

  13. 4 out of 5

    Caspar Terra

  14. 4 out of 5

    Phillip

  15. 4 out of 5

    Duarte

  16. 5 out of 5

    Elgan ROLLAND

  17. 5 out of 5

    Jaindoh

  18. 4 out of 5

    Clare

  19. 4 out of 5

    Anastasia

  20. 4 out of 5

    José Manuel

  21. 5 out of 5

    kostas

  22. 5 out of 5

    Paula Catao

  23. 5 out of 5

    d.

  24. 4 out of 5

    Karen

  25. 4 out of 5

    Marta

  26. 5 out of 5

    Pamela Collins

  27. 5 out of 5

    Paul O'donovan O'donovan

  28. 5 out of 5

    Marko Matolić

  29. 5 out of 5

    Zoe

  30. 4 out of 5

    Peter Macinnis

  31. 5 out of 5

    Mia

  32. 5 out of 5

    Emilie

  33. 5 out of 5

    Paul Bryant

  34. 4 out of 5

    Fiona

  35. 4 out of 5

    Cristamarie

  36. 5 out of 5

    Molly

  37. 4 out of 5

    Toby

  38. 5 out of 5

    Inna

  39. 5 out of 5

    Jude Brigley

  40. 4 out of 5

    Lucy

  41. 4 out of 5

    tee

  42. 4 out of 5

    Mike Brecon

  43. 5 out of 5

    Lysergius

  44. 4 out of 5

    Caitlin

  45. 5 out of 5

    d.

  46. 4 out of 5

    Iain Bertram

  47. 5 out of 5

    Damian Rees

  48. 4 out of 5

    Grigoria

  49. 4 out of 5

    Jason

  50. 4 out of 5

    Lucie

  51. 4 out of 5

    Bixby

  52. 5 out of 5

    Annelies

  53. 4 out of 5

    Gareth

  54. 4 out of 5

    Ralph

  55. 4 out of 5

    Marian Brand

Add a review

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Loading...
We use cookies to give you the best online experience. By using our website you agree to our use of cookies in accordance with our cookie policy.